Transmissão e sobrevivência assemelham-se às duas faces de uma moeda | 2015

“Transmissão e sobrevivência assemelham-se às duas faces de uma moeda” é uma performance que convida grupos de mulheres ao exercício da percepção do ambiente proposto. Após a formação de duplas, cada participante escolhe uma forma de dialogar com o seu respectivo par: falando, dançando, tocando, etc. A proposta é alcançar a outra enquanto caminha em direção a ela. Cada participante recebe um tapete, feito com materiais disponíveis no local, que serve de marcação das distâncias. A ação começa com uma distância pública de sete metros, e a cada repetição da forma dialógica escolhida elas se movimentam – e deste modo, a distância inicial vai diminuindo. O fim da ação é dado por cada par.

Fotos: Lara Chang Valente